All posts by Ted May

Tratamento Para Queda de Cabelo Feminino [ Top 7 Melhores ]

Ter cabelos lindos, fortes e bem nutridos é o desejo da maioria das mulheres no mundo todo. No entanto, a perda dos fios pode atrapalhar esse sonho, por isso é preciso conhecer as opções de tratamento para queda de cabelo feminino.

O fato é que a queda de cabelos pode acontecer por uma grande variedade de causas, sendo essenciais identificá-las para que seja possível determinar qual a melhore forma de tratamento.

Para isso, somente um médico especialista é que pode analisar cada caso individualmente, a fim de determinar a origem do problema.

Vale lembrar ainda que uma certa perda de fios é normal e faz parte do processo natural de crescimento e renovação dos cabelos. Assim, todas as pessoas perdem cerca de 100 a 150 fios por dia, que logo após a queda já voltam para o processo de crescimento novamente.

No entanto, quando essa queda se torna mais acentuada, deixando um “rastro” de cabelo por onde quer que você passe, é preciso ligar o alerta, pois significa que algo não vai bem.

Esse problema de queda de cabelo pode acontecer também em homens, mas tende a ser muito mais impactante nas mulheres, visto que pode causar um seríssimo problema de autoestima.

Sendo assim, se você está interessada e quer saber um pouco mais sobre o tratamento para queda de cabelo feminino, continue lendo e descubra todos os detalhes.

Principais causas da queda de cabelo feminino

Capifix

Também chamada de alopecia, a queda de cabelo em mulheres é um processo que pode acontecer por uma grande variedade de causas.

Assim como já foi explicado, é essencial identificar o que está desencadeando o problema para que seja possível determinar qual o melhor tratamento para queda de cabelo feminino.

Dentre as principais causas, temos as seguintes:

Mais do que isso a queda de cabelo feminino ainda pode ser causada pela amamentação, visto que o corpo faz uso dos seus macronutrientes para produzir o leite materno. Por isso, pode acontecer de que os nutrientes ingeridos não são suficientes para que haja produção do leite e para a manutenção da saúde dos cabelos.

Tratamento para queda de cabelo feminino

A primeira coisa que deve ser levada em consideração quando o assunto é o tratamento para queda de cabelo feminino, é que a mulher adote uma boa alimentação.

Se for preciso, pode ser recomendado o uso de suplementos alimentares e também alguns remédios específicos para a queda de cabelo.

Esses medicamentos podem ser de uso oral, como cápsulas e comprimidos, ou mesmo de uso tópico, como loções e tônicos capilares. Além disso, ainda pode ser recomendada a combinação de ambos, para que se tenha resultados mais intensos e satisfatórios.

Tratamentos estéticos como a carboxiterapia capilar e a mesoterapia também podem ser muito benéficos, desde que recomendados por um profissional competente.

Vale lembrar ainda que, durante a consulta medica, o especialista, que normalmente é um dermatologista, ainda pode solicitar exames, a fim de obter um diagnóstico mais preciso para o problema.

Principais remédios para queda de cabelo feminino

Sem dúvidas, o Minoxidil é um dos principais remédios utilizados no tratamento para queda de cabelo feminino e masculino. Isso porque ele atua na melhora da circulação sanguínea no couro cabeludo, que resulta em uma diminuição a queda.

No entanto, não é incomum que ele seja receitado em combinação com outros medicamentos, para que seja possível obter resultados mais rápidos e satisfatórios.

Então, veja a seguir mais alguns exemplos de remédios usados no tratamento para queda de cabelo feminino:

  • Zymo HSOR
  • 17 Alta Estradiol
  • Finasterida
  • Gel FF
  • Revivogen
  • Follicusan
  • Auxina Tricógena

Embora sejam muito eficientes no tratamento para queda de cabelo feminino, qualquer um desses medicamentos só deve ser utilizado se houver recomendação e acompanhamento médico a fim de evitar riscos à saúde.

Alimentação e vitaminas

Capifix

Também chamada de alopecia, a queda de cabelo em mulheres é um processo que pode acontecer por uma grande variedade de causas.

Assim como já foi explicado, é essencial identificar o que está desencadeando o problema para que seja possível determinar qual o melhor tratamento para queda de cabelo feminino.

Dentre as principais causas, temos as seguintes:

Mais do que isso a queda de cabelo feminino ainda pode ser causada pela amamentação, visto que o corpo faz uso dos seus macronutrientes para produzir o leite materno. Por isso, pode acontecer de que os nutrientes ingeridos não são suficientes para que haja produção do leite e para a manutenção da saúde dos cabelos.

Tratamento para queda de cabelo feminino

A primeira coisa que deve ser levada em consideração quando o assunto é o tratamento para queda de cabelo feminino, é que a mulher adote uma boa alimentação.

Se for preciso, pode ser recomendado o uso de suplementos alimentares e também alguns remédios específicos para a queda de cabelo.

Esses medicamentos podem ser de uso oral, como cápsulas e comprimidos, ou mesmo de uso tópico, como loções e tônicos capilares. Além disso, ainda pode ser recomendada a combinação de ambos, para que se tenha resultados mais intensos e satisfatórios.

Tratamentos estéticos como a carboxiterapia capilar e a mesoterapia também podem ser muito benéficos, desde que recomendados por um profissional competente.

Vale lembrar ainda que, durante a consulta medica, o especialista, que normalmente é um dermatologista, ainda pode solicitar exames, a fim de obter um diagnóstico mais preciso para o problema.

Principais remédios para queda de cabelo feminino

Sem dúvidas, o Minoxidil é um dos principais remédios utilizados no tratamento para queda de cabelo feminino e masculino. Isso porque ele atua na melhora da circulação sanguínea no couro cabeludo, que resulta em uma diminuição a queda.

No entanto, não é incomum que ele seja receitado em combinação com outros medicamentos, para que seja possível obter resultados mais rápidos e satisfatórios.

Então, veja a seguir mais alguns exemplos de remédios usados no tratamento para queda de cabelo feminino:

  • Zymo HSOR
  • 17 Alta Estradiol
  • Finasterida
  • Gel FF
  • Revivogen
  • Follicusan
  • Auxina Tricógena

Embora sejam muito eficientes no tratamento para queda de cabelo feminino, qualquer um desses medicamentos só deve ser utilizado se houver recomendação e acompanhamento médico a fim de evitar riscos à saúde.

Alimentação e vitaminas

Capifix

Também chamada de alopecia, a queda de cabelo em mulheres é um processo que pode acontecer por uma grande variedade de causas.

Assim como já foi explicado, é essencial identificar o que está desencadeando o problema para que seja possível determinar qual o melhor tratamento para queda de cabelo feminino.

Dentre as principais causas, temos as seguintes:

Mais do que isso a queda de cabelo feminino ainda pode ser causada pela amamentação, visto que o corpo faz uso dos seus macronutrientes para produzir o leite materno. Por isso, pode acontecer de que os nutrientes ingeridos não são suficientes para que haja produção do leite e para a manutenção da saúde dos cabelos.

Tratamento para queda de cabelo feminino

A primeira coisa que deve ser levada em consideração quando o assunto é o tratamento para queda de cabelo feminino, é que a mulher adote uma boa alimentação.

Se for preciso, pode ser recomendado o uso de suplementos alimentares e também alguns remédios específicos para a queda de cabelo.

Esses medicamentos podem ser de uso oral, como cápsulas e comprimidos, ou mesmo de uso tópico, como loções e tônicos capilares. Além disso, ainda pode ser recomendada a combinação de ambos, para que se tenha resultados mais intensos e satisfatórios.

Tratamentos estéticos como a carboxiterapia capilar e a mesoterapia também podem ser muito benéficos, desde que recomendados por um profissional competente.

Vale lembrar ainda que, durante a consulta medica, o especialista, que normalmente é um dermatologista, ainda pode solicitar exames, a fim de obter um diagnóstico mais preciso para o problema.

Principais remédios para queda de cabelo feminino

Sem dúvidas, o Minoxidil é um dos principais remédios utilizados no tratamento para queda de cabelo feminino e masculino. Isso porque ele atua na melhora da circulação sanguínea no couro cabeludo, que resulta em uma diminuição a queda.

No entanto, não é incomum que ele seja receitado em combinação com outros medicamentos, para que seja possível obter resultados mais rápidos e satisfatórios.

Então, veja a seguir mais alguns exemplos de remédios usados no tratamento para queda de cabelo feminino:

Embora sejam muito eficientes no tratamento para queda de cabelo feminino, qualquer um desses medicamentos só deve ser utilizado se houver recomendação e acompanhamento médico a fim de evitar riscos à saúde.

Alimentação e vitaminas

Capifix

Muito além dos medicamentos, também é excelente adotar uma alimentação mais saudável e rica em vitaminas, que possam contribuir para a melhora do quadro, visto que comer bem também é uma forma de tratamento.

Por isso é essencial que as mulheres optem por uma alimentação rica em selênio e proteínas, que contribuem para a formação dos cabelos, unhas e pele.

Uma dieta rica e balanceada é sempre a melhor alternativa para melhorar a saúde como um todo e certamente você não irá se arrepender de adotar essa forma de tratamento complementar.

Pronto, agora você já sabe como é o tratamento para queda de cabelo feminino e o que fazer para acabar com a perda de fios de uma vez por todas!

Leia mais: Capifix review? Febre do nicho da saúde acaba de chegar no Brasil: Capifix funciona suplemento 100% natural que tem auxiliado milhares de brasileiras por todo continente europeu na cura da queda de cabelo.

Receitas de Drinks Sem Álcool e Poucas Calorias

GoldChef

Sabemos que resistir às bebidas alcoólicas durante dietas é complicado. Quando o assunto é dieta, remete-se a bebidas e chás, sucos naturais e no máximo refrigerantes zero. Com o crescimento de receitas fitness e lights, os adeptos de dietas podem contar com uma gama de dicas de bebidas. Evidentemente que o álcool pode comprometer os resultados de uma dieta, para isso iremos expor combinações de drinks se álcool e com poucas calorias. 

Permita-se a exceção

Não podemos nos restringir apenas à rotina de uma dieta rigorosa. Isso pode acabar com sua motivação e sua satisfação pessoal em momento de lazer. No entanto, isso deve ser feito com cuidado. A redução de peso é uma tarefa difícil para muitos, e se torna ainda mais, quando nos sentimos aprisionados. É fundamental permitir a diversão e uns bons drinks sem álcool ás vezes não faz mal a ninguém. Você deve escolher o momento certo para essas exceções. Pode ter certeza que se deliciar com uns drinks sem álcool em uma festa especial ou em uma reunião com os amigos pode estimular ainda mais a busca pelo objetivo. E para não prejudicar muito sua dieta vale a pena você conhecer alguns drinks com menos calorias.

Bebidas para deixar seu drink mais gostoso

Sabemos que a mistura de um drink é constituída por diversos ingredientes, quando devemos adaptar algumas receitas, precisamos de opções saudáveis e não menos saborosas. O alto teor alcoólico e calórico pode ser substituído pelos benefícios de ingredientes naturais em até doces. Alguns ingredientes poderiam passar despercebidos, mas podem proporcionar sabor singular aos seus drinks sem álcool. A seguir você poderá conhecer alguns ingredientes mais saudáveis para preparar seus drinks se álcool seguindo seu gosto pessoal.

  • Leite de coco light
  • Creme de leite light
  • Leite condenado light
  • Groselha
  • Água de coco
  • Água com gás
  • Soda limonada zero

Sem restrição de idade

Os drinks sem álcool podem ser degustados por todas as idades. É importante apresentar variedades também para adolescentes e idosos que precisam manter o equilíbrio em sua alimentação. Os drinks podem ser consumidos sem qualquer preocupação, pois são livres de qualquer bebida alcoólica e feitos da forma mais natural possível.

Devo substituir refeições por drinks sem álcool?

Jamais. Não se preocupe com as taxa calóricas contidas nas bebidas, elas não são prejudiciais à perda de peso, se consumidas de forma controlada e ocasional. Mas as principais refeições não devem ser substituídas e devem conter diversos nutrientes fundamentais para manter seu metabolismo ativo. Os drinks sem álcool devem ser ingeridos nos lanches e intervalos entre as principais refeições, em eventos ou ocasiões especiais.

Utilize os drinks como estímulo

Você pode utilizar a criação de novo drinks como estímulo para conquistar o corpo que deseja. Sabemos que em alguns momentos há pouca motivação, falta de estímulo, então você poderá utilizar as novas combinações de bebida a seu favor. Assuma metas, crie planos para conquistar seus objetivos, e compense a si próprio, reconheça seu esforço e resultado. Marque suas conquistas com novos drinks sem álcool e compartilhe com os amigos, para que juntos possam reconhecer que o álcool é completamente dispensável em sua nova vida saudável.

Benefícios de uma vida sem álcool

O que é importante saber é que o álcool é completamente dispensável em sua rotina. Se você objetiva uma vida saudável, deve eliminar determinadas substancias que possam prejudicar o bom funcionamento do seu organismo.

  • Seu metabolismo permanecerá ativo
  • Seu organismo absorverá os nutrientes de forma correta
  • Taxa de glicose permanece equilibrada
  • Corpo mais hidratado
  • Maior resistência física para as atividades

Redução calórica com a substituição do álcool

Você sabe quantas calorias possuem as bebidas alcóolicas? Acredito que quando comparadas com os drinks sem álcool, reconhecerá o quão prejudicial pode ser para sua dieta. Quando você ingeria 100ml de uma caipirinha, você consumia 250 calorias. Acredita que valia a pena junto com todos os malefícios? 300ml de uma batida com leite condensado tradicional contém 350 calorias. Seria essa uma escolha saudável? Repense sobre suas escolhas e avalie as melhores opções para uma vida saudável.

RECEITAS DE DRINKS SEM ÁLCOOL COM POUCAS CALORIAS

– Flamingo

  • 200ml de suco de cranberry
  • 200ml de suco de abacaxi
  • 200ml de suco de limão
  • 200ml de água com gás
  • rodela de limão para decorar

Valor calórico:300ml (78 calorias)

– Coquetel de frutas sem álcool

  • 1 xícara (chá) de suco de laranja
  • Suco de 1 limão
  • 1 xícara (chá) de água
  • 1 fatia de abacaxi
  • 1 beterraba
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • Cerejas a gosto

Valor calórico: 200ml (65 calorias)

– Batida de morango

  • 350 g de morangos
  • 1 lata de leite condensado light
  • 2 xícaras de chá de água mineral gasosa
  • Gelo picado

Valor calórico: 200ml (56 calorias)

– Mojito adaptado

  • 8folhas de hortelã
  • ½ limão
  • Bastante Gelo
  • Água com gás ou água citrus
  • Adoçante a gosto

Valor calórico: 200ml (51 calorias)

– Frutas mix

  • 50 ml de suco de abacaxi
  • 50 ml de suco de maçã
  • 50 ml de suco de caju
  • 25 ml de suco de morango
  • 1 colher de leite condensado light
  • 1 colher de xarope de hortelã 

Valor calórico: 200ml (88 calorias)

-Drink cítrico

  • 1 kg de melancia
  • 2 limões
  • 2 maçãs
  • 500 ml de água com gás
  • Adoçante ou açúcar a gosto

Valor calórico: 200ml (75 calorias)

-Drink energético

  • 1 lima da pérsia
  • 200 ml de água
  • 1 colher de chá de beterraba
  • 1 colher de chá de cenoura
  • gelo a gosto

Valor calórico: 200ml (80 calorias)

– Pina colada colada

  • 100 ml de suco de abacaxi
  • 30 ml de leite de coco light
  • 20 ml de leite condensado light
  • Soda limonada como complemento

Valor calórico: 200ml (95 calorias)

– Sex on the Beach (Sem álcool)

  • Suco de laranja
  • Suco de pêssego
  • Groselha

Valor calórico: 200ml (76 calorias)

– Lagoa Azul (Sem álcool)

  • Xarope de limão
  • Xarope de curaçau Blue
  • Soda

Valor calórico: 200ml (95 calorias)

-Batida de Danoninho

  • Iogurte de morango
  • Guaraná
  • Suco de morango (natural ou em pó)
  • Creme de leite light
  • Leite condensado light

Valor calórico: 300ml (105 calorias)

– Coquetel de banana

  • 150ml de suco de abacaxi
  • 1 banana amassada
  • 2 bolas de sorvete de creme proteico

Valor calórico: 200ml (98 calorias)

– Coquetel de frutas

  • 300ml de suco de uva concentrado
  • 300ml de suco de abacaxi
  • 1 lata de creme de leite
  • 1 lata de leite condensado
  • 100ml xarope de groselha
  • 10 de uva
  • 500ml de água filtrada
  • 5 pedras de gelo

Valor calórico: 300ml (123 calorias)

Sintomas do colesterol alto – principais causas, o que pode comer? Qual é o nível certo?

Você provavelmente já deve ter ouvido falar ou mesmo até chamado o colesterol de “vilão” do corpo humano. Mas essa substância não é tão ruim como parece – ficou surpreso? Isso porque´há dois tipos de colesterol, o bom e o ruim.

É claro que o colesterol alto é uma complicação que traz sérias consequências e você precisa conhecer seus sintomas para procurar um médico o mais logo possível. Mas, primeiramente, entenda mais sobre o colesterol:

Confira agora sobre esse assunto que assusta a maioria das pessoas!

Tipos de colesterol e como interpretar o meu exame

O colesterol é um lipídio (gordura) que está presente de forma natural em nosso organismo, e fundamental para o funcionamento deste, já que ele faz parte da estrutura das membranas de nossas células – a parede das células é formada por proteína e colesterol, sendo que essa gordura é responsável por permitir que a parede dessa unidade estrutural seja mais fluída para permitir a entrada de nutrientes, ao mesmo tempo em que facilita a saída de escretos. Por isso, é fundamental que o colesterol esteja presente no organismo, para que ele funcione melhor.

>>> Clique Aqui e Conheça uma Forma 100% NATURAL para ter o Colesterol Zero!<<<

Isso quer dizer que o colesterol está presente em vários locais de nosso corpo – como no cérebro, nervos, pele, músculos, intestinos, fígado e coração. Ele tem sua função em cada lugar do corpo, por isso ter colesterol não é ruim, todo mundo precisa dele. Quando as taxas estão altas, aí sim pode complicar:

Existem dois tipos de colesterol:

  • HDL – o popular “colesterol bom”: classe de lipoproteínas que carrega o colesterol pelas artérias, não o deixando permanecer alojado nas veias. Ele irá transportar o colesterol de volta ao fígado para que ele seja excretado.
  • LDL – o “colesterol ruim”: classe de lipoproteínas que transporta o colesterol de células que produzem mais do que usam para células que mais precisam. Com o passar do tempo, o colesterol irá se alojar nas paredes das artérias obstruindo-as.

É o colesterol ruim, o LDL, que está relacionado ao seu problema de colesterol alto. Quanto mais elevadas as taxas, mais perigosa a condição de saúde. Já níveis mais elevados de HDL não possuem esse risco tão alto.

Sintomas do colesterol alto

Ou seja, o colesterol alto é uma doença silenciosa: a única maneira de descobrir se você sofre com esse problema é através de um exame de sangue. Engana-se quem pensa que apenas pessoas obesas possuem elevações no colesterol, pessoas magras também podem sofrer do problema.

Sinais como dores no peito, palpitações e falta de ar podem estar associados com doenças provenientes do colesterol alto, como é o caso do infarto agudo do miocárdio. Porém, costumam acontecer em estágios avançados da doença.

Com os exames periódicos o profissional de saúde será capaz de analisar e definir se você se classifica em baixo, médio ou alto risco para sofrer com doenças cardiovasculares.

Causas

Como comentado, o colesterol elevado acaba sendo provocado pela alimentação e por conta de alguns fatores de risco, associados a hábitos não saudáveis. Alguns dos agravantes para o surgimento da condição são:

  • Tabagismo,
  • Sedentarismo,
  • Hipertensão,
  • Idade acima dos 50 anos,
  • Mulheres na menopausa possuem mais risco de ter colesterol alto,
  • Histórico familiar,
  • Obesidade.

Frisando a alimentação: uma dieta rica em gorduras saturadas, trans e açúcar elevam consideravelmente o colesterol ruim e os níveis de triglicerídeos. Por isso, recomenda-se sempre uma alimentação equilibrada, rica em nutrientes, com o mínimo possível de alimentos industrializados.

Porém, como pode-se notar, a alimentação não é a única inimiga do colesterol alto. A doença tem causas que estão fora de seu alcance.

› › › Clique Aqui e Conheça uma Forma 100% NATURAL para ter o Colesterol Zero!

Tratamento mais indicado

A gordura em excesso trará muitos prejuízos para a sua saúde, aumentando o risco de problemas cardiovasculares e até mesmo a morte, já que ela atrapalha diretamente a circulação do sangue, pois entope as artérias. Por isso, o mais indicado é tratar o quanto antes e não deixar a condição evoluir.

O tratamento para acabar com o colesterol alto se dá através de três elementos principais:

  • Alimentação saudável,
  • Exercícios físicos diários,
  • Medicamentos conhecidos como estatinas.

Somente a alimentação e a atividade física podem não serem suficientes para reduzir os níveis do colesterol alto. As estatinas são as escolhas ideias para diminuição do LDL e aumento do colesterol bom (o HDL).

Em relação a uma alimentação saudável, você precisa prezar por:

  • Comer mais frutas e verduras;
  • Evitar frituras;
  • Comer alimentos ricos em fibras;
  • Preferir leite e iogurte desnatados;
  • Preferir queijo branco;
  • Comer aves sem pele;
  • Preferir peixes grelhados ou assados nas refeições principais;
  • Limite a ingestão de gorduras saturadas e ricas em colesterol;
  • Praticar atividades físicas todos os dias, especialmente se você estiver acima do peso – procure um nutricionista para montar um plano alimentar adequado para sua situação contra o colesterol alto.

Remédios para colesterol alto

As estatinas – medicações que os médicos mais indicam para tratar o colesterol alto – que atualmente estão presentes no mercado farmacêutico e são conhecidas do público são vendidos comercialmente como:

  • Atorvastatina,
  • Lovastatina,
  • Rosuvastatina.

É claro que muitas outras medicações podem ser prescritas por seu médico, levando-se em conta a sua taxa de colesterol e outros fatores associados, se você é fumante, diabético, obeso, etc. Siga sempre a posologia indicada e recomendações do seu médico.

Alguns exemplos são o Reducofen, Lipitor e Fenofibrato que são indicados para casos de aumento de colesterol no sangue.