Sintomas do colesterol alto – principais causas, o que pode comer? Qual é o nível certo?

Você provavelmente já deve ter ouvido falar ou mesmo até chamado o colesterol de “vilão” do corpo humano. Mas essa substância não é tão ruim como parece – ficou surpreso? Isso porque´há dois tipos de colesterol, o bom e o ruim.

É claro que o colesterol alto é uma complicação que traz sérias consequências e você precisa conhecer seus sintomas para procurar um médico o mais logo possível. Mas, primeiramente, entenda mais sobre o colesterol:

Confira agora sobre esse assunto que assusta a maioria das pessoas!

Tipos de colesterol e como interpretar o meu exame

O colesterol é um lipídio (gordura) que está presente de forma natural em nosso organismo, e fundamental para o funcionamento deste, já que ele faz parte da estrutura das membranas de nossas células – a parede das células é formada por proteína e colesterol, sendo que essa gordura é responsável por permitir que a parede dessa unidade estrutural seja mais fluída para permitir a entrada de nutrientes, ao mesmo tempo em que facilita a saída de escretos. Por isso, é fundamental que o colesterol esteja presente no organismo, para que ele funcione melhor.

>>> Clique Aqui e Conheça uma Forma 100% NATURAL para ter o Colesterol Zero!<<<

Isso quer dizer que o colesterol está presente em vários locais de nosso corpo – como no cérebro, nervos, pele, músculos, intestinos, fígado e coração. Ele tem sua função em cada lugar do corpo, por isso ter colesterol não é ruim, todo mundo precisa dele. Quando as taxas estão altas, aí sim pode complicar:

Existem dois tipos de colesterol:

  • HDL – o popular “colesterol bom”: classe de lipoproteínas que carrega o colesterol pelas artérias, não o deixando permanecer alojado nas veias. Ele irá transportar o colesterol de volta ao fígado para que ele seja excretado.
  • LDL – o “colesterol ruim”: classe de lipoproteínas que transporta o colesterol de células que produzem mais do que usam para células que mais precisam. Com o passar do tempo, o colesterol irá se alojar nas paredes das artérias obstruindo-as.

É o colesterol ruim, o LDL, que está relacionado ao seu problema de colesterol alto. Quanto mais elevadas as taxas, mais perigosa a condição de saúde. Já níveis mais elevados de HDL não possuem esse risco tão alto.

Sintomas do colesterol alto

Ou seja, o colesterol alto é uma doença silenciosa: a única maneira de descobrir se você sofre com esse problema é através de um exame de sangue. Engana-se quem pensa que apenas pessoas obesas possuem elevações no colesterol, pessoas magras também podem sofrer do problema.

Sinais como dores no peito, palpitações e falta de ar podem estar associados com doenças provenientes do colesterol alto, como é o caso do infarto agudo do miocárdio. Porém, costumam acontecer em estágios avançados da doença.

Com os exames periódicos o profissional de saúde será capaz de analisar e definir se você se classifica em baixo, médio ou alto risco para sofrer com doenças cardiovasculares.

Causas

Como comentado, o colesterol elevado acaba sendo provocado pela alimentação e por conta de alguns fatores de risco, associados a hábitos não saudáveis. Alguns dos agravantes para o surgimento da condição são:

  • Tabagismo,
  • Sedentarismo,
  • Hipertensão,
  • Idade acima dos 50 anos,
  • Mulheres na menopausa possuem mais risco de ter colesterol alto,
  • Histórico familiar,
  • Obesidade.

Frisando a alimentação: uma dieta rica em gorduras saturadas, trans e açúcar elevam consideravelmente o colesterol ruim e os níveis de triglicerídeos. Por isso, recomenda-se sempre uma alimentação equilibrada, rica em nutrientes, com o mínimo possível de alimentos industrializados.

Porém, como pode-se notar, a alimentação não é a única inimiga do colesterol alto. A doença tem causas que estão fora de seu alcance.

› › › Clique Aqui e Conheça uma Forma 100% NATURAL para ter o Colesterol Zero!

Tratamento mais indicado

A gordura em excesso trará muitos prejuízos para a sua saúde, aumentando o risco de problemas cardiovasculares e até mesmo a morte, já que ela atrapalha diretamente a circulação do sangue, pois entope as artérias. Por isso, o mais indicado é tratar o quanto antes e não deixar a condição evoluir.

O tratamento para acabar com o colesterol alto se dá através de três elementos principais:

  • Alimentação saudável,
  • Exercícios físicos diários,
  • Medicamentos conhecidos como estatinas.

Somente a alimentação e a atividade física podem não serem suficientes para reduzir os níveis do colesterol alto. As estatinas são as escolhas ideias para diminuição do LDL e aumento do colesterol bom (o HDL).

Em relação a uma alimentação saudável, você precisa prezar por:

  • Comer mais frutas e verduras;
  • Evitar frituras;
  • Comer alimentos ricos em fibras;
  • Preferir leite e iogurte desnatados;
  • Preferir queijo branco;
  • Comer aves sem pele;
  • Preferir peixes grelhados ou assados nas refeições principais;
  • Limite a ingestão de gorduras saturadas e ricas em colesterol;
  • Praticar atividades físicas todos os dias, especialmente se você estiver acima do peso – procure um nutricionista para montar um plano alimentar adequado para sua situação contra o colesterol alto.

Remédios para colesterol alto

As estatinas – medicações que os médicos mais indicam para tratar o colesterol alto – que atualmente estão presentes no mercado farmacêutico e são conhecidas do público são vendidos comercialmente como:

  • Atorvastatina,
  • Lovastatina,
  • Rosuvastatina.

É claro que muitas outras medicações podem ser prescritas por seu médico, levando-se em conta a sua taxa de colesterol e outros fatores associados, se você é fumante, diabético, obeso, etc. Siga sempre a posologia indicada e recomendações do seu médico.

Alguns exemplos são o Reducofen, Lipitor e Fenofibrato que são indicados para casos de aumento de colesterol no sangue.